SSP descarta tentativa de roubo no caso da morte de motorista de ônibus

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) descartou a possibilidade de latrocínio no caso da morte de um motorista de micro-ônibus quando ele estava trabalhando na manhã deste sábado (3). As forças policiais informam que o atirador não anunciou o assalto e nem roubou qualquer passageiro. Até o início desta noite ninguém havia sido preso. O enterro será às 9h deste domingo (4) no cemitério ao lado da Igreja São José no município de Pedrinhas.

O motorista de 39 anos foi assinado com disparo de arma de fogo na manhã deste sábado (3) enquanto dirigia um micro-ônibus na Rodovia Lourival Batista, no trecho entre as cidades de Itaporanga D’Ajuda e Salgado. Ele trabalhava em uma cooperativa que faz o transporte intermunicipal em Sergipe e estava fazendo a primeira viagem do dia, no trajeto de Aracaju para Tobias Barreto, quando foi vítima de homicídio.

“De acordo com os primeiros levantamentos, está descartada a possibilidade de a ação ter sido um latrocínio. Segundo informações dos policiais que atenderam a ocorrência, o autor do disparo subiu no ônibus fingindo ser passageiro. Já próximo do acesso ao povoado Chã, em Itaporanga D’Ajuda, ele sacou arma e atirou contra o motorista sem anunciar assalto e nem roubar qualquer passageiro. Após a ação, ele desceu do ônibus e se evadiu do local na garupa de uma moto que já estava o aguardando”, informou a SSP através de nota oficial.

Polícia investiga o que motivou e quem executou o crime (Foto: Reprodução/TV Sergipe)

Segundo informações do cobrador do veículo, que preferiu não ser identificado, um homem embarcou como um passageiro no Povoado Taboca em Itaporanga D’Ajuda e instantes depois se aproximou do motorista e atirou nele com o veículo ainda em movimento. O cobrador foi quem conseguiu estacionar o micro-ônibus no acostamento.

Equipes da Delegacia Plantonista de Estância fizeram os primeiros levantamentos sobre o crime e a investigação será conduzida pela delegada Mariana Amorim da Delegacia de Itaporanga D’Ajuda.

A polícia está coletando depoimento de testemunhas e indícios que possam apontar quem praticou o crime, se ele teve ajuda e qual a motivação porque nada foi roubado. O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para recolher o corpo da vítima.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s