Bandidos invadem escola na zona de rural de Itabaiana, alunas são obrigadas a tirar a roupa durante assalto

Por volta das 10 horas da manhã desta terça-feira (10), a diretora da Escola Técnica Agrícola Prefeito João Alves Santos do município de Itabaiana, distante cerca de 58 Km da capital sergipana, viveu momentos de desespero ao ter a instituição, com 105 alunos, invadida por três homens fortemente armados.

“Estava na secretaria quando uma aluna entrou chorando dizendo que a escola estava sendo invadida por homens encapuzados. Pensei que era brincadeira e quando me levantei, vinha um outro grupo de alunos chorando e muito nervosos, impedido que saísse da sala e relatando que os homens estavam praticando um assalto”, lembra.

escola_tecnica_agricola_itabaiana_sergipe

A diretora diz que foi obrigada a trancar os alunos na secretaria para proteger. “Foram momentos de muito pânico. Os alunos nervosos e fiquei apenas preocupada em tentar impedir que nada de ruim acontecesse com eles. Não sei como estou conseguindo falar porque foram momentos de muito terror. Os alunos chorando e muito nervosos. Nós ficamos trancados por cerca de meia hora”, relata.

Ao sair da secretaria, após a ação criminosa, a diretora presenciou ouviu o terror vivido pelos professores e os cerca de 100 alunos que ficaram na mira dos bandidos encapuzados e armados.

“Um dos professores que foi agredido pelos assaltantes contou que estava em sala de aula quando ouviu uma batida muito forte na porta e, em seguida os bandidos entraram na sala anunciaram o assalto. Eles deram uma pancada no braço do professor, deram tapas na cara de alunos e levaram todos os pertences”, diz a diretora que continua relatando a crueldade do trio.

“Outro professor que estava no corredor, percebeu, junto com os alunos o assalto e saíram correndo. Os bandidos os seguiram e fizeram algumas alunas tirarem a roupa. Outros ficaram escondidos dentro do mato”, lamenta.

Segurança da escola

Sobre a segurança da escola, a diretora esclarece que a área é bastante extensa. “É uma escola agrícola. A área é uma fazenda muito grande. Temos vigilante, mas os assaltantes não passaram pela portaria, eles entraram por outra área e foram direto para as salas de aula. Logo que foram informados do assalto, a secretaria da educação prestou toda assistência, a polícia junto com a aeronave também foi para lá”, fala.

Trauma

Joelma Alves relata ainda que após o assalto, as aulas foram suspensas e devem ser retornadas somente na quinta-feira, 12. “Ainda não sabemos como será. Foram momentos de muito pânico. São crianças que viveram esse momento de terror”, desabafa.

Policias militares do 3.º Batalhão do Agreste e Agentes Civis da Delegacia Regional de Itabaiana realizaram diversas buscas pela localidade, no entanto, eles não conseguiram localizar nenhum suspeito.

Equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (SAMU 192) também foram acionados para prestar a assistência às vítimas, uma vez que algumas delas acabaram passando mal.

Aflitos com a situação, pais de alunos após tomaram conhecimento do fato, se dirigiram à sede do 3.º BPM à procura de informações do filhos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s