Cerca de seis mil perícias deixaram de ser feitas durante greve no INSS

dsc_1003

Os médicos peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) voltaram ao trabalho nesta segunda-feira (25) em Sergipe, mas segundo a associação nacional da categoria, eles seguem em “estado de greve”. Cerca de seis mil perícias deixaram de ser feitas no período das greves dos servidores administrativos e dos médicos. Na agência do Centro de Aracaju, dezenas de pessoas foram em busca de atendimento, algumas na expectativa de antecipar os agendamentos feitos para maio a junho deste ano.

“Vamos dar prioridade às perícias iniciais, mas o que está agendado será atendido normalmente na data prevista. No caso das prorrogações, estamos implantando um sistema e isso será feito administrativamente através do atestado médico”, explicou o gerente executivo do INSS em Sergipe, Roberto Melo.

De acordo com o diretor, aqueles que estão com pedido de prorrogação já passaram por uma perícia inicial e, por isso, devem procurar um médico assistente para pedir um atestado que contenha o nome do segurado, CRM do médico, o nome do médico, o CID da doença. Com esses documentos, o procedimento poderá ser feito administrativamente sem a necessidade de uma nova perícia.

A técnica em enfermagem Maria Ester de Jesus Lima foi à unidade central do INSS nesta segunda-feira na expectativa de antecipar a consulta com o perito. Ela está afastada da função desde maio de 2015 quando descobriu um câncer de mama e foi submetida a uma cirurgia.

Maria aguarda receber o benefício (Foto: Marina Fontenele/G1)
Maria aguarda receber o benefício

“Ainda não consegui receber o benefício. Depois de vários agendamentos, minha perícia foi remarcada para maio deste ano e eu não há condição de esperar mais isso tudo. Tenho minhas necessidades, preciso comprar meus medicamentos e estou em uma situação delicada por conta disso. Não estou aqui pedindo, isso é um direito porque quando a gente está trabalhando todo o mês tem o desconto. Dá uma aflição em um momento desses a gente ainda ter que passar por essa dificuldade”, desabafou Maria.

Segundo Roberto Melo, algumas alterações serão feitas na agenda para atender aos casos mais urgentes e não há previsão de realização mutirão de perícia médica porque os médicos continuam em estado de greve.  “Vamos começar a fazer algumas antecipações, mas as pessoas não precisam ir até uma agência do INSS, nós vamos ligar para elas informando a nova data”, finalizou.

Não há previsão de mutirão porque médicos continuam em estado de greve (Foto: Marina Fontenele/G1)
Não há previsão de mutirão porque médicos continuam em estado de greve
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s