Começa neste 1º de abril a fiscalização do licenciamento de ciclomotores

ciclomotoes

Começa nesta sexta-feira (1º) em Sergipe a fiscalização com retenção, remoção ou apreensão dos veículos ciclomotores irregulares, ou seja, aqueles que não foram registrados e licenciados. Assim sendo, os condutores e proprietários que descumprirem a lei poderão ser multados conforme o que determina o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O emplacamento continua sendo realizado nas unidades de atendimento do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Para circular com esses veículos, os condutores devem, obrigatoriamente, portar o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) e a Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC) ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH) categoria A.

O Detran alerta ainda para a necessidade de utilizar equipamentos de segurança obrigatórios como o capacete e os espelhos retrovisores de ambos os lados.

Segundo a diretora de Atendimento e Credenciamento da autarquia, Luciana Déda, não haverá mais prorrogação de prazo para o emplacamento dos ciclomotores. “Tentamos facilitar para a população a regularização das cinquentinhas. Já adiamos a data para fiscalização algumas vezes, realizamos ações educativas e mutirões de vistoria no interior do Estado. É muito importante que a população perceba que o registro tem como foco a segurança da sociedade e dos próprios condutores”, falou a diretora.

Para ter o certificado de registro do ciclomotor, o proprietário precisa ir a uma unidade do Detran com o laudo de vistoria, cópias e originais da identidade e CPF do proprietário e declaração de procedência do veículo, que está disponível no site do Detran.

Habilitação do condutor

Apesar da lei que obriga a ACC ou a CNH na categoria A, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) prorrogou até 31 de maio deste ano para os condutores se qualifiquem para receberem o documento. Com isso, ficou adiada para o dia 1º de junho a fiscalização pelos agentes de trânsito da obrigatoriedade de habilitação para os proprietários de ciclomotor.

A partir dessa data, o motociclista que for flagrado sem a documentação poderá pagar uma multa no valor R$ 574,62 – infração gravíssima correspondente a R$ 191,54 três vezes. O condutor de ciclomotor sem habilitação precisará ainda acionar uma pessoa habilitada para resgatar a moto, caso contrário, o veículo será apreendido.

*Com  informações do Detran

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s